Quarta-feira, 3 de Maio de 2006

outro Miguel de Vasconcelos?

 

Se Mário Lino é um «Miguel de Vasconcelos»

Para PortugalClub

Tenho seguido com algum distanciamento toda a polémica sobre a questão à volta das declarações de Mário Lino e ao silêncio sobre outras medidas com ela relacionadas, designadamente com as consequências da Adesão de Portugal à União Europeia, decidida à revelia do Povão, que sobre ela não se pronunciou, por acordo entre o PS/PSD. São estes os campeões da democracia, os tais que pretendem subverter o regime eleitoral, em nome da democraticidade e da maior aproximação de eleitos e eleitores, de modo a perpetuarem-se no poder em alternância, «arrumando» com os outros. 

Desta adesão à União Europeia e da ratificação de sucessivos tratados sem consulta popular não se ouve falar indignada ou serenamente, aqui no PortugalClub, nem daqueles que a apoiam e dela se orgulham, como Mário Soares, Cavaco Silva ou Durão Barroso, para nos ficarmos pelos nomes mais sonantes.

Dessa adesão, mal negociada pelo PS/PSD para os interesses da Economia e do Povo Portugueses, resultou a «dádiva» de fundos comunitários que se consubstanciaram no abate da frota pesqueira portuguesa, na transformação do Alentejo de Alqueva em campos de golfe para endinheirados ou na sua compra por espanhóis para explorações agrícolas, após a destruição da Reforma Agrária e das Unidades Colectivas de Produção geridas por trabalhadores Agrícolas Portugueses que nunca tiveram o apoio dos Governos da República (PS/PSD/CDS), talvez por serem obra de comunas portugueses a soldo de interesses estrangeiros e de Moscovo.

Fundos Comunitários esses que esmagadoramente foram aplicados não na elevação do nível de formação dos trabalhadores portugueses e na modernização das empresas portuguesas, mas sim para a compra de carros topo de gama pelos «empresários» ou para o enriquecimento de chico-espertos com a acções de formação profissional que serviram no essencial para encher os seus bolsos e para «disfarçar» o desemprego crescentes. Aliás a mesma crítica poderia ser feita à proliferação de Universidades Privadas, permitidas por Cavaco Silva, que serviram na maioria dos casos para enriquecer os seus proprietários à custa dos sacrifícios das famílias de quem as frequentou para agora os seus licenciados servirem de caixa nos supermercados ou arrastarem-se pelo sub-emprego.

Sobre os fundos comunitários veja-se por exemplo o que se passa no Vale do Ave, onde a indústria têxtil não foi modernizada e não aguenta a concorrência das empresas europeias (para não bater apenas nos chineses), pois os respectivos empresários gastaram os fundos em carros topo de gama e despesas sumptuárias pessoais, como aliás acontecia no tempo da outra senhora com com a esmagadora maioria dos grandes proprietários agrícolas, quer na «metrópole», quer nas «províncias ultramarinas».

Foi a sanha contra o Sector Empresarial do Estado, resultante das nacionalizações da banca portuguesa em 1975, que levou à sua re-privatização iniciada nos consulados de Mário Soares e Cavaco Silva, e à destruição do sector produtivo: metalomecânica pesada, construção e reparação navais, siderurgia, indústria química, porque o que está a dar é ser dono de bancos e seguradoras ou especular na bolsa ou transferir as fábricas para zonas do Globo onde o Capitalismo provocou um grau de miséria tal que as pessoas aceitam trabalhar por qualquer preço para garantirem a «vegetabilidade» diária.

Por outro lado os sucessivos governos do PS/PSD/CDS não contrariam os desejos da esmagadora maioria do Patronato que, tal como no Estado Novo, não tem qualificações mas apenas dinheiro, apostando por isso numa economia baseada em mão-de-obra barata e não qualificada, ontem com o apoio da Polícia Política, hoje com a proliferação da precariedade e do trabalho à peça ou  à hora, sem direitos, incluindo o da Reforma.

Seria útil que nesta cruzada contra o Iberismo se tivesse em linha de conta que em resultado da adesão à União Europeia Portugal embarcou num projecto federalista, já tendo abdicado do controle da política monetária e financeira a favor dum directório constituído pela Alemanha, França, Grã-Bretanha e Itália. E que em resultado da última revisão da Constituição foi aprovado o projecto do PS/PSD/CDS que admite a integração automática das normas jurídicas (Direito) da União Europeia no ordenamento jurídico português, ao arrepio da própria Assembleia da República e de qualquer consulta popular.

Também para que não se esqueça, no projecto do PSD/CDS de 2004 se permitiria que Portugal deixasse de ser uma república, ao desblindar o carácter republicano do Regime. Pelo que as indignações contra Mário Lino/PS deveriam também abranger os directórios do PSD/CDS, autores dum projecto que, neste aspecto, não passou na altura.

Se Mário Lino é um «Miguel de Vasconcelos» porque "iberista confeso" que "defiende la historia y el futuro común de España y Portugal", como haveremos de classificar aqueles que agora descobriram que Portugal está na Europa e defendem a «integração» federalista europeia, devido aos valores culturais comuns e à necessidade de constituir uma potência económica e militar que faça frente aos EUA, à China e ao Japão?

Victor Nogueira

Independência em perigo editou às 23:54
link do post | comentar | favorito
|

Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

pesquisar

 

Arquivos Recentes

Depois do Allgarve... esp...

Opiniões...

Palavras bem actuais...

Dá gosto viver em Portuga...

Mau serviço a Portugal

Incrível! Inqualificável!

SÓCRATES E OLIVENÇA

O estado da Nação

É sempre bom lembrar...

Só se os portugueses quis...

Arquivos

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Novembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Nossos grupos


Olivença é Portuguesa (msn)
Por Olivença (Orkut)
Por Olivença (Gazzag)
Viver Livremente (Yahoo)
Liberdade Cristã (Yahoo)
Liberdade Cristã (Gazzag)
Liberdade Cristã (Orkut)

Nossos sites


Nossos sites & Blogs
Miguel & Sylvia
Homepage de Miguel Roque
Orgulho de ser Alentejano
Liberdade cristã

Nossos Blogues


Tuga & Zuca
Filhos & Netos
Caminho de Fé
Busca primeiro o Reino
Liberdade Cristã (blog)
Viver Livremente
Alentejano de alma e coração
Alentejo Abandonado
Meu Alentejo amado
Sonho Alentejano
Povo Lusitano
Amizade, Portuga-Galiza
Aqui fala-se português
Península Ibérica
Península Ibérica-ZipNet
Republica, sim…
Independência em perigo
EU, acredito em Portugal
Portugal Ressuscitado
A Bandeira Vermelha
Bandiera Rossa
A voz do proletário
Olivença é Portuguesa
Jornal de Olivença
No meio do inimigo
Sylvinha em Portugal
Sub-blog do tapete
Vira útil
Chiquinha e nós

Defendendo Olivença


Em defesa do português Oliventino

Olivença back to Portugal

Estou no...






Estou no Blog.com.pt

E você, blogaqui?
blogs SAPO

subscrever feeds

tags

todas as tags